Saúde

Iniciada remessa de doses da Coronavac para o interior de SP

Seis hospitais vão receber doses para imunizar profissionais da saúde, entre eles o HC de Marília.

Por: Da Redação atualizado: 21 de janeiro de 2021 | 09h25
Doses são carregadas em caminhão refrigerado, no centro de distribuição da Secretaria Estadual da Saúde, em SP, rumo ao interior (GovSP). Doses são carregadas em caminhão refrigerado, no centro de distribuição da Secretaria Estadual da Saúde, em SP, rumo ao interior (GovSP).

Começou nesta segunda-feira (18) pela manhã o plano logístico de distribuição de doses, seringas e agulhas, com envio das grades para imunização de trabalhadores de saúde de seis hospitais de referência do estado: HCs da Capital e de Ribeirão Preto (USP), HC da Campinas (Unicamp), HC de Botucatu (Unesp), HC de Marília (Famema) e Hospital de Base de São José do Rio Preto (Funfarme).

Segundo o Governo de SP, as unidades foram selecionadas para a fase inicial porque são hospitais-escola regionais, com maior fluxo de pacientes em suas áreas de atuação. Todos devem iniciar nesta semana a vacinação de suas equipes, que totalizam 60 mil trabalhadores.

Na sequência, grades de vacinas e insumos também serão enviadas a polos regionais para redistribuição às Prefeituras, com recomendação de prioridade a profissionais de saúde que atuam no combate à pandemia. Os municípios também deverão imunizar a população indígena com apoio de equipes da atenção primária do SUS, segundo as estratégias adequadas ao cenário local.

“Começamos a vacinar a população e isto é um grande passo na tarefa de salvar vidas, que é a prioridade máxima do Governo de São Paulo”, afirmou o Secretário da Saúde Jean Gorinchteyn. “Recomendamos que municípios priorizem a aplicação das primeiras doses em profissionais da saúde que atuam em serviços dedicados ao combate à Covid-19 e são fundamentais para o atendimento à população.” (Contina após a publicidade...)

Publicidade

Anuncie Aqui

Publicidade

Siga Comunicação

Cada hospital será responsável pelo preenchimento dos sistemas de informação oficiais definidos pela Secretaria da Saúde para monitoramento da campanha.

Caminhão refrigerado transporta doses da vacina para o interior de São Paulo (GovSP).

A divisão das grades considerou o quantitativo proporcional de vacinas esperado para São Paulo conforme o PNI (Programa Nacional de Imunizações), do Ministério da Saúde. O total de 1,5 milhão de doses é a referência para trabalhadores de saúde baseado na última campanha de vacinação contra a gripe.

A campanha de imunização contra a COVID-19 em São Paulo será desenvolvida segundo a disponibilidade das remessas do órgão federal. À medida que o Ministério da Saúde viabilizar mais doses, as novas etapas do cronograma e públicos-alvo da campanha de vacinação contra a Covid-19 serão divulgadas pelo Governo de São Paulo.

Publicidade

Instagram